Páginas

11 de jul de 2016

Diário de Bordo Campos do Jordão - Horto Florestal

Arquitetura alemã no bairro de Capivari, em Campos do Jordão
Antes de pegar o carro pra ir embora, dei um último pulinho em Capivari pela manhã para tentar achar artesanato local e levar uns agrados pra família. Mas ó: já vou dizendo que achei super difícil encontrar alguma coisa. Achei tudo mal feito ou sem graça. Foi um parto comprar alguma coisinha. Também não vi nada de especial no chocolate que eles vendem, então não vi sentido em pagar mais de 80 reais num quilo de chocolate ao leite. Não sei se sou a pessoa mais indicada pra falar de chocolate, haja vista que não vi a menor graça nos chocolates de Gramado.

Boulevard de Capivari, um lugar bem aconchegante pra curtir o frio em Campos do Jordão
Pois bem, em posse de presentinhos, me despedi da família maravilhosa que me recebeu em Campos do Jordão e parti para o Horto Florestal. No caminho, vi uma quicheria super fofa e acabei me lembrando de ter lido algo a respeito numa das minhas pesquisas pré-Campos do Jordão. A Quicherie Bistro é um sucesso na Trip Advisor e não é à toa. O ambiente é super agradável e aconchegante, com ambiente interno e externo, ofereceu atendimento de primeira e uma comida maravilhosa.

Detalhes da Quicherie
Comi quiche de cebola caramelada, torta de maçã, suco de frutas vemelhas e um chá Earl Grey (sempre aprecio lugares que oferecem Earl Grey na caixinha de chá!). Estava tudo uma delícia! O preço está na média paulistana: a refeição toda ficou em 53 reais bem gastos por ali. Aconselho pra quem está indo ou vindo do Horto Florestal, é uma boa pedida pra descansar ou matar a fome.

Comendo como uma rainha na Quicherie
Como estava de carro, meu ingresso para o Horto ficou em R$ 13. O lugar é gigante e oferece uma série de atividades, como ciclismo, arvorismo e pesqueiro, além de lagos, bosques, viveiros de plantas, restaurantes, lojas de artesanato e várias trilhas. Eu fiz a trilha da Cachoeira da Gargalhada, que é super fácil, com apenas 4,5km de extensão. "Cachoeira" é modo de dizer, ok? É só uma queda d'água. Mas quem curte trilha não o faz pela recompensa da chegada e sim pra curtir o caminho mesmo.

Horto florestal com suas árvores outonais: como não amar?
Eu achei bacana, mas acabei não tirando muitas fotos porque estava com medo de perder tempo e acabar escurecendo. O lugar é perfeito pra fazer um churrasco ou pique-nique e levar amigos e família pra curtir um dia bem no meio do mato. Não precisa nem sonhar com sinal de celular e isso é ótimo!

De lá, peguei a estrada rumo a São Paulo, já sabendo que o congestionamento seria ridículo. E foi. Levei 5h30 pra devolver o carro em Congonhas. O engarrafamento mais tenso é na saída de Campos do Jordão, em que levei 2h30 pra fazer os primeiros 40km. Depois, até que fluiu bem.

Árvores prontinhas para o inverno paulista
Ao despachar minha mala, uma fila enorme no guichê da Gol. Assim que peguei meu canhoto, saí depressa da fila pra abrir lugar pro próximo. Já dentro do avião, o piloto avisa: "Por razões de segurança, nosso voo vai atrasar um pouco para a retirada da mala de uma pessoa que fez check-in mas não embarcou". Pensei logo: mas quem é que enfia uma mala num avião sem embarcar? Segura essa informação.

Novo aeroporto de Goiânia
Chegando em Goiânia, nada da minha mala aparecer na esteira. Frio na barriga de pensar onde estão TODAS AS MINHAS CERVEJINHASSSS??? Vou ao guichê e a moça me pede o canhoto da mala. "Pois não, senhora Bárbara, vamos ver o que aconteceu". Oi? Que Bárbara? Pois é. A pessoa que enfia uma mala, faz check-in e não embarca SOU EU. Sei lá o que rolou, mas a atendente de Congonhas trocou o nome, eu não conferi e minha mala ficou retida em SP. Mas foi tranquilo, ela veio no voo seguinte pra Goiânia e me entregaram umas horas depois no meu trabalho. Ufa. Cervejinhas da mamãe em segurança!

E Campos do Jordão definitivamente marcou meu coração. Não vejo a hora de voltar! E você? Já passeou por aquelas bandas? Tem dicas da cidade? Deixa aí nos comentários pra ajudar mais gente a se planejar!

Para ler mais sobre Campos do Jordão:
- O que não fazer em Campos do Jordão
- Diário de Bordo Campos do Jordão - Chegada a São Paulo
- Diário de Bordo Campos do Jordão -  Rumo à cidade
- Diário de Bordo Campos do Jordão - Amantikir e Museu Felícia Leirner
- Diário de Bordo Campos do Jordão -  Horto Florestal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pra ser avisado sobre uma resposta pro seu comentário, lembre-se de marcar a caixinha de "Notifique-me" ali, no cantinho à direita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...