Páginas

8 de set de 2014

Londres, o retorno. Day #1

As costas do Big Ben tem isso

O voo, como sempre, me trouxe como uma pluma até Londres. Quando depois de 11 horas avistei as primeiras casinhas de Londres, meu coração palpitou, pois é assim que ele funciona. Os telhados pontiagudos me fizeram cantarolar um chim-chimney e, fosse noite, certeza que eu cantaria um step in time. Tá entendendo nada do que tô falando? Aqui, ó.


Telhadinhos pontiagudos!

Passada a primeira emoção do dia, me apeguei à próxima, que foi perceber que Londres abriu um solzão pra me receber, porque ela sabe... Ensolarada, não há cidade no mundo mais bela... E o sol firmou o resto do dia, impressionantemente. E este dia, meu primeiro dia, foi a única vez na vida que senti calor nesta cidade e... não curti muito não. Pode ter sol, dona Londres. Mas dá uma esfriadinha, vai. 




Tudo isso, claro, só consegui ver porque o moço indiano da imigração resolver "quebrar meu galho" (anram, foi mais ou menos assim que ele disse) depois de implicar com absolutamente tudo o que eu disse. Primeiro queria saber como eu ficaria tanto tempo fora do trabalho, depois quanto de dinheiro estava levando, me fez contar as notas pra ele (!!!) e ficou questionando como eu vim ano passado pra estudar se o visto que eu tinha não me dava esse direito. Olha, foi apenas o inferno, nível fiquei nervosa, tremi umas bases lá. Achei que eu fosse visitar uma salinha especial. Vinte minutos depois ele resolveu quebrar meu galho e me deixar entrar. Aff.


Hammersmith

Felizmente a estação Hammersmith tem elevador e eu não precisei morrer carregando a mala. Em compensação, me puseram no 4º andar do hostel que não tem elevador. Olha, já odiei esse hostel com todas as minhas forças. Parece todo bonitinho, mas até agora as tomadas não funcionam, muito menos os lockers. E nem pensar em incomodar alguém do staff, porque elas ficam no pub e vez ou outra fazem ~o favor~ de te atender alguém do hostel. Vou sobreviver. Vou.




Assim que cheguei, fui atrás de loja de telefone, pois dessa vez não fico sem internet no celular nem que a vaca tussa. Comprei um samsung acer com chip da Three por 80 libras e vou sobreviver dessa facada. Internet é apenas maravilhosa e ilimitada. Parece quesempre ligado no wifi de tão rápido. Toma essa na sua cara, operadoras brasileiras. Saindo da Three, almocei uma sopa do dia no Prêt-a-Manger, pois sou uma pessoa óbvia e acho tudo de lá uma delícia. Me julguem.


Porque todos os fish and chips são o melhor do mudno

Fui então bater perna no centro, porque seria muita ofensa a Londres não sair por aí a apreciando depois do sol que ela jogou na minha cara. Lá pelas tantas, quase cozinhando debaixo dessa lua, fui ao Tesco Express comprar uma água que custava 78 cents. Só que eu tinha 74 cents. "Vai querer, moça?". Era isso ou uma nota de 50. E ela ficou lá com 4 centavos a menos numa tranquilidade de deixar qualquer caixa do Walmart / Carrefour / Extra no chinelo. Saudades tb, Tesco.


Trafalgar Square

Te dizer que tô acostumada a andar em Londres, mas igual ao que fiz hoje, tá pra entrar pra história. Fiz um caminho alternativo, passando por trás (e não pela frente) das grandes atrações - coisa que eu nunca sequer pensei em fazer... Foi ótimo! Mas fiquei acabada, destroçada, detonada, etc. Como ponto de chegada defini encarar a subida até a Russell Square e matar a saudade dos tempos de St. Giles. Com tanto cansaço, deitei na grama, como outras 200 pessoas que lá estavam e peguei no sono bonito. Sorte que quando acordei, meu travesseiro (vulgo mochila com toda minha vida) ainda estava lá! Ufa!

Obrigada, China Town!

Really strange...

Bom, agora acabou palhaçada, que eu preciso achar um lugar urgente pra ficar nessa Londres de meu deus. Turismo agora só no fim de semana! Torçam pra eu achar uma casa sem gente louca!

Saudades, Russell Square! Beijos!

4 comentários:

  1. Apenas que: está autorizado aparecer nas fotos.
    Beijos e toma suco de cereja por mim ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas não tá autorizado tirar foto depois de 24 horas viajando e subindo mala de 25kg 5 andares acima. Limites, minha senhora! ;)
      (Ainda não tive tempo de ir ao supermercado pra achar suco de cereja! Fotografarei! (Inclusive me manda um whatsapp no número que coloquei no facebook pq perdi minha agenda no telefone novo!)

      Excluir
  2. Boa sorte no campeamento da casa, e reforço: precisando é só dar um grito, sério. Whatsapp existe pra essas coisa. hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rafa!!!
      Aparentemente achei uma casa. Mas ela é tão perfeita, mas tão perfeita, que vou pensar mais um pouco pra ver se encontro o que é que ela tem de ruim (pq tem que ter né?). Pode deixar que se eu precisar, grito mesmo! Assim que toda essa loucura acabar te mando uma msg pra gente se ver!

      Excluir

Pra ser avisado sobre uma resposta pro seu comentário, lembre-se de marcar a caixinha de "Notifique-me" ali, no cantinho à direita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...