Páginas

8 de jun de 2014

Diário de Bordo RS - Partes 6 e 7 (Brique da Redenção e Torres)

Parque Farroupilha
Como era de se esperar, acordei bem tarde no domingo depois da noitada anterior. O dia estava lindo e eu já tinha em mente que iria até o Brique da Redenção, no Parque Farroupilha. O brique é uma espécie de feira de artesanato, com barracas de comida e também de quinquilharias de antiquário. É um passeio pra relaxar. Só acontece aos domingos (das 9h às 17h) e os locais adoram passar o dia ali tomando chimarrão. Vale a pena o passeio, o parque é muito grande e bem bonito.
Bugigangas do Brique

À noite foi me dando aquela sensação de que não haveria muito mais o que fazer em Porto Alegre, essa cidade que parece Goiânia. Daí a finlandesa que encontrei em Canela me sugeriu via whatsapp que eu aproveitasse o dia seguinte para ir a Torres, uma praia a cerca de 200km de Porto Alegre. Dei uma assuntada no hostel, geral falando que Torres era a praia mais linda do Rio Grande do Sul... Por que não?

Torres à primeira vista

Entrei em contato com uma host do couchsurfing na cidade que topou me receber na mesma hora. Às 7h30 da manhã eu entrava num ônibus com destino à praia (passagem: R$ 40). Às 11h30 eu já estava tocando a campainha da Marlene, que foi um doce e andou comigo por boa parte da orla. Mostrou as principais trilhas pra subir as torres e os lugares mais maravilhosos dali.

Marlene foi quem me recebeu tão gentilmente em Torres


No dia em que cheguei, na segunda-feira, o sol estava brilhando embora o ventinho frio permanecesse por ali. Na terça o tempo virou e a ameça de chuva ficou pela manhã toda, o que não me impediu de fazer as trilhas. Ideia sábia, devo dizer. As fotos falam por si.



Torres vista de uma das torres (!)

Visitar Torres foi uma surpresa, por não estar no meu roteiro inicial, mas foi incrível ter conhecido esse lugar. A praia é tão linda, mas tão linda, que eu já estou cogitando me mudar pra lá quando me aposentar. As trilhas para subir as torres são bem fáceis, embora escorregadias, e dá pra fazer numa boa sem morrer.


Tinha até noivinha fazendo trash the dress na praia
Escorregar em um dessas pedrinhas pode ser fatal

Além disso, Torres sedia o Festival Internacional de Balonismo entre os meses de abril e maio, vale a pena se programar para conhecer a cidade nessa época, que deixa o céu beeeeeeeeem colorido. Vi as fotos da Marlene e fiquei babando, mas esse programinha vai ter que ficar pra próxima...

Para continuar lendo:

Dia 1 - Canela (15/4/14 - terça-feira)

Dia 2 - Gramado (16/4/14 - quarta-feira)

Dia 3 - Bento Gonçalves, Carlos Barbosa (17/4/14 - quinta-feira)

Dia 4 - Parque do Caracol (Canela) (18/4/14 - sexta-feira)

Dia 5 - Le Jardin (Gramado) - Porto Alegre (19/4/14 - sábado)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pra ser avisado sobre uma resposta pro seu comentário, lembre-se de marcar a caixinha de "Notifique-me" ali, no cantinho à direita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...