Páginas

21 de mai de 2014

Diário de Bordo RS - Parte 5 (Le Jardin, Beco - POA)


Promessa para o tempo em Canela em 19 de abril (sábado): chuva. Como amanheceu? Com cerração. E das brabas. Às 9h a Barbara me manda uma mensagem: "Viu o tempo lá fora? Vc ainda quer ir?". Mas não tenha dúvidas. O combinado era a gente ir de carro até o Le Jardin, um parque de lavandas, que fica na RS 115, um pouquinho antes de chegar no centro de Gramado. Pra você entender mais ou menos como foi minha sensação quando saí de casa:


Pois é. Daí pensei "vai dar um monte de fotos de merda". Mas aí toquei o foda-se porque era meu último dia em Canela e eu não tinha mais nada pra fazer com a cidade LOTADA de turistas pra todo lado. Pra minha incrível sorte eu estava errada e as fotos ficaram incríveis. Se liga na sequência.








O único porém que a cerração me causou foi um par de pés molhados. Fui com uma botinha de camurça, ela voltou apenas encharcada. Não preciso nem dizer que o lugar é lindo, super cheiroso e com uma lojinha cheia de coisinhas que te fazem querer ficar vários reais mais pobre. E nem tudo tem cheiro de lavanda. Manjericão e limão são outros exemplos de fragrância.

Eles têm ainda dois cães maravilhosos que ficam presos numa casinha - infelizmente. Fiquei tão apaixonada, queria pra mim.

Só deu pra tirar foto da Charlotte, o Apolo se escondeu :(

O passeio não tem custo algum a não ser o que você gastar na loja. Vale pelo diferente, pela beleza e pelo atendimento da equipe. Como eu fui de carro, não faço ideia de como chegar lá de ônibus (desculpaê), mas não é tão longe de Gramado, o site diz 4km. O difícil mesmo foi sair de lá. Sábado véspera de Páscoa e a estrada estava um caos. Levamos 1h20 pra fazer um percurso que normalmente leva uns 15 minutos. Fuén.


Almoçamos no Empório Canela uma comidinha deliciosa e fomos encontrar a Eve, uma finlandesa que tava chegando na cidade pra usar o couch da Barbara. Batemos papo por algumas horinhas, mas eu tinha que ir logo pra rodoviária, pois meu ônibus saía às 17h. Como eu já tinha visitado a estrada naquele dia, perguntei ao motorista quanto tempo levaríamos pra chegar a Porto Alegre. A resposta foi fofa: "Com esse trânsito, não há previsão". Delícia.

From where I stand

Levamos 1h45 só pra percorrer os 9km que separam Canela de Gramado. Canseira. Cheguei em Porto Alegre perto das 21h. Usei um táxi pra chegar ao Hostel, o que me custou uns R$ 15. O Hostel Porto do Sol não tem selo Hostelling International, mas tem um excelente custo-benefício. Paguei R$ 40 na diária de um quarto feminino com 6 camas. Espere: limpeza ok, banheiros ok e localização excelente. Todo mundo reclama do café da manhã. Como eu não comi, não posso dizer. Basta comprar no supermercado ao lado e deixar na geladeira. Ninguém mexe e você come o que achar melhor.


Nessa mesma noite fui ao Beco 203, uma sugestão da Ana Carolina Castro. O lugar é beeeeeem legal. Tem dois ambientes, um pessoal bacana no bar, outro pessoal não tão bacana no caixa e música de todo jeito. E quando eu digo todo jeito, é todo jeito MESMO. Tocou até Molejão nesse dia. \o/ Pois é. E foi lá também que fiz meus primeiros dois amigos portoalegrenses (acabei de inventar isso?): Luciano e Igor. Mas se você ficou entusiasmado com a dica de boate, saiba que é preciso ir com o espírito elevado: só tem moleques na beirinha dos 20 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pra ser avisado sobre uma resposta pro seu comentário, lembre-se de marcar a caixinha de "Notifique-me" ali, no cantinho à direita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...