Páginas

4 de ago de 2011

Porque Duda Rangel é rei

Repórter de cultura??
Eu sei. Esta já é a segunda vez que vou copiar na cara dura na íntegra um post do Desilusões Perdidas. Mas é que o Duda Rangel é muito bom e super me identifico. É muito difícil fazer uma pessoa entender porque não consigo largar o tal do jornalismo, mesmo com todos os contras que isso implica. É paixão, sabe? Dessas que te fazem rastejar na lama. Dessas que você xinga, se descabela, faz a louca. E depois vai pra cama e fica tudo bem. É tipo isso.

Daí que ele fez o Slogans publicitários aplicados ao jornalismo (com grifos meus). Se liga:

A primeira matéria [assinada] a gente nunca esquece. (Valisère)

Jornalista é fresquinho porque trabalha em Cultura? Ou trabalha em Cultura porque é fresquinho? (Tostines) [Tenho amigos na Cultura que juram-de-pé-junto que não são gays. Eu não confio. hehehehe]

Dúvida por quê? Plantão é sofrê [e acostume-se com isso.]. (Ypê)

Porque a pauta é agora [pra ontem, no caso]. (Visa)

QI. É melhor... ter. [deve ser bom ter, porque olhaaaa, dá certo que só vendo pra crer. nem com cachaça na encruzilhada tiram seu cargo] (Bradesco Seguros)

Existem razões para acreditar: os jornalistas fodidos são maioria [e você aí fazendo jornalismo se achando o smartão. ryzos]. (Coca-Cola)

Quem disse que não dá? Com carteirada dá! [dá mesmo!] (Fininvest)

Pescoção, lugar de gente infeliz [e com fome. e com sede de café]. (Pão de Açúcar)

O tempo passa, o tempo voa e a censura contra a imprensa continua numa boa. (Bamerindus)

A cerveja é a nossa energia [mesmo às segundas-feiras, seusmané! saúde!]. (Petrobras)

Faculdade de jornalismo: 1001 inutilidades [nem tantas, sherlock. nem tantas]. (Bombril)

Reclamo muito de tudo isso [tipo "todo dia". apanho, mas não denuncio. nem largo]. (McDonald´s)

Apaixonados por boca-livre, como todo jabazeiro [muuuuuuuuito apaixonados por jabá]. (Postos Ipiranga)

Existem empresas de comunicação que o dinheiro não compra. Para todas as outras existe a matéria paga. [tum-dum-tssssss] (MasterCard)

Johnnie Reporter, keep working. (Johnnie Walker)

2 comentários:

  1. Bruna Mastrella7/8/11 11:03

    Marla, me identifico muuito com o Duda e bastante com suas reflexões sobre a profissão. Vivi cada linha do que vc descreve. Passei cada perrengue por causa dessa paixão pelo jornalismo (plantões intermináveis, calote de frila, três meses sem salário, falta de vida social, etc, etc). Chega um momento em que não dá. Nossas ambições simplesmente não se encaixam numa remuneração minguada, injusta, REVOLTANTE, e com escalas de trabalho malucas. Mesmo tendo abandonado parcialmente esse ritmo alucinante de jornal impresso (e dp online, no meu caso) me sinto em estado de luto. E esse troço não passa, sério. Aproveite cada minuto dessa paixão enquanto você pode e quer. Sinto muita saudade dessa loucura toda. Sou sádica?? Bjos e parabéns pelo blog!!

    ResponderExcluir
  2. Somos sádicos, no caso. As pessoas simplesmente não entendem, e eu não consigo explicar. Eu não tenho outra forma de explicar. Isso é paixão, gente. Arrebatadora. Por enquanto não sei viver sem. Já recebi propostas pra fazer assessoria bilionária, mas não vou ter tesão, e sem tesão não dá - ham? ham?. Se é pra ficar de luto, ainda prefiro passar perrengue. Enquanto posso, né?

    ResponderExcluir

Pra ser avisado sobre uma resposta pro seu comentário, lembre-se de marcar a caixinha de "Notifique-me" ali, no cantinho à direita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...