Páginas

11 de jun de 2011

Dia dos namorados (quando um deles é jornalista)

Não que alguém realmente entre aqui pra ler esse blog, mas eu sempre tenho uma vergonhinha quando passo tanto tempo sem postar. Mas vi uma coisinha fofa e quis compartilhar. Sabem como é, dia dos namorados chegando, eu solteira e tal. Acho paia. Mas se você aí um dia pensou em namorar um(a) jornalista, precisa estar ciente desta lista aqui, ó:



Amar um jornalista é...

Não se importar em passar o Natal sem ele(a), o carnaval sem ele(a), o aniversário sem ele(a).

Ficar acordada(o) até as cinco esperando ele(a) chegar do pescoção.

Empurrar o carro velho dele(a) que sempre quebra de madrugada.

Suportar os amigos dele(a) que não param de falar de jornalismo na mesa do bar.

Tolerar as reclamações de salário ruim, pauta ruim, editor ruim.

Acompanhá-lo(a) em trabalhos free lance no sábado à noite ou domingo bem cedo.

Ler as matérias horríveis dele(a) e dizer que ficaram ótimas.

Achar graça quando ele(a) interrompe a transa para atender o pauteiro no celular.

Ouvir as histórias fantásticas da carreira dele(a) quando vocês dois ficarem velhinhos sem dizer “querido(a), você já contou isso um milhão de vezes”.

*** Roubado na cara-de-pau do blog Desilusões perdidas.

3 comentários:

  1. Eu já estava achando tudo engraçado até o grand finale "roubado tudo na cara-de-pau" (rs). Realmente namorar jornalista é difícil. Ainda bem que o Rodrigo é jornalista como eu, daí a gente se entende (quando a gente se encontra, claro..hehee).

    ResponderExcluir
  2. "quando a gente se encontra, claro"

    Cês entendem agora o que eu quero dizer, né?

    ResponderExcluir
  3. kkkk... Adorei, acho que não encontrei ainda esta santa pessoa que quer namorar uma jornalista, rs

    ResponderExcluir

Pra ser avisado sobre uma resposta pro seu comentário, lembre-se de marcar a caixinha de "Notifique-me" ali, no cantinho à direita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...