Páginas

5 de abr de 2010

Orkut não é lugar de criança


Podem me chamar de careta à vontade, mas orkut não é lugar de criança.

Eu sempre fui adepta desta filosofia e fiquei ainda mais chata depois que vi aquele que pra mim é um irmão se aventurando sozinho nesta página de relacionamentos. Alguns vão dizer "mas ele já tem 12 anos" ou ainda "ele sabe o que pode ou não pode fazer". Concordo, mas o que me preocupa não é o que ele vai fazer e sim o que podem fazer com ele.

Por mais que nós, os adultos, possamos ensinar o que é certo e o que é errado ou qual atitude ele deve tomar em determinados casos, nós nunca, repito, NUNCA saberemos qual será a reação de uma criança diante uma situação inesperada. E é possível confiar no poder de discernimento de um pré-adolescente? Eu acho que não.

Só para ilustrar o post, cito dois fatos que pude constatar no recém-criado perfil daquele que eu ainda considero uma criança. A primeira é boba, infantil. Só causaria vergonha e embaraço. Uma colega de escola perguntava se ele queria "ficar" com uma menina e ele respondia que sim, mas que era pra manter segredo. Fail. Nem ele nem ela protegiam seus scrapbooks de olhares que não fossem de amigos adicionados. Logo, descobrir qualquer historinha ali foi muito mais fácil do que roubar o doce de um recém-nascido.

O segundo fato vai além. Tratava-se da marcação de um encontro. "Nos encontramos em tal lugar a tal hora, ok?" Isso realmente me preocupou. Um bando de cordeiros estúpidos dizendo à raposa em qual lugar estariam pastando. E se não sou eu? E se é um pedófilo esperando por uma oportunidade em que essas crianças estariam sozinhas, sem a supervisão de um adulto?



Não me chamem de neurótica, eu sou precavida. Não é à toa que o orkut diz ser uma coisa para maiores de 18 anos. A quantidade de comunidades pornográficas (pra dizer o mínimo) é assustadora, principalmente as que incitam crianças a fazerem sexo com adultos.

A coisa é séria e não dá pra fingir que não estamos vendo. Façamos alguma coisa!! E pra ninguém achar que eu sou tão louca, deixo aqui o link para uma matéria da Revista Educação, que cita o nome de algumas comunidades envolvendo crianças e adolescentes e o pior: a quantidade de pessoas que delas fazem parte. É assustador.

Confiram: http://revistaeducacao.uol.com.br/textos.asp?codigo=11183

2 comentários:

  1. Oi, Marla... Conheci o seu blog a partir de um link da Amanda Barreto e gostei muito. Sobre o post a respeito do Orkut, não acho que você esteja louca, não; muito menos que seja careta. Ao contrário, concordo em gênero, número e grau com TUDO o que você escreveu aqui. Como pai, preocupo-me muito com o que minha filha de 9 anos tem acessado na Internet. Converso com ela a respeito e procuro eu mesmo dar o exemplo por usar de bom senso e bom critério. Que bom que jovens como você tem essa visão tão responsável a respeito do Orkut. Ademais, seu papel como jornalista acrescenta um peso enorme à informação aqui apresentada. Parabéns por este espaço e sucesso sempre! Cuide-se bem...

    ResponderExcluir
  2. vc nao sabe de nada eu fis meu orjut tenho 9 anos e ai em ?

    ResponderExcluir

Pra ser avisado sobre uma resposta pro seu comentário, lembre-se de marcar a caixinha de "Notifique-me" ali, no cantinho à direita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...