Páginas

21 de jul de 2009

TV aberta, caca na certa


Depois de um ano e meio é mais do que justo tirar algumas férias... Mas vou me lembrar de organizar alguma viagem para o meu próximo descanso remunerado. Se não fosse esse computador e uma internet bacaninha ligada a ele eu tenho certeza de que já estaria completamente maluca.

Não dá pra assistir tv, pelo menos não a tv aberta, disponível a todos os mortais. Uma meia dúzia de canais transmitindo programas vazios, estúpidos e fúteis. Juro que não consigo passar mais de uma hora em frente à televisão, e normalmente esse período é apenas para que eu passe o tempo fazendo outra coisa, como comer ou fazer as unhas, por exemplo.

Agora mesmo desliguei a tv depois de zapear por alguns canais. Cito, porque merecem ficar envergonhados. Na RedeTV! estava passando o programa da tarde (que não sei o nome...) e uma matéria sobre o vitiligo de Michael Jackson; convencendo a tudo e a todos que MJ realmente sofria com a doença, que ele nunca mentiu sobre seu problema, que os veículos de comunicação deviam ficar envergonhados de duvidar de alguém que sofria com uma doença tão grave, provando por fotos e mais fotos os períodos em que o astro do pop começou a apresentar manchas em sua pele. Ah, e o mais importante: que a matéria que eles estavam apresentando era muito importante para o telespectador porque ao invés de fazer sensacionalismo, estava informando à população. Anham... vai saber quanto tempo aquela matéria ficou no ar...


Inconformada, mudo para a Globo. Sessão da Tarde e mais um daqueles filmes bobos, que mostram famílias tipicamente americanas e seus dramas que nunca mudam... Canso em 5 minutos.

Record é a próxima da lista. Não sei quem é o apresentador nem o nome do programa. Só sei que tinha uma tal Mirela (parece que é a mulher do Latino que saiu de "A Fazenda". Informada, não?) atravessando uma "ponte" improvisada a vários e vários metros do chão, amparada unicamente por uma dessas cordas de bung jump (é assim que escreve?). O detalhe é que tinha um logotipozinho no canto da tela informando "ao vivo". Mas eu tenho certeza de que vi essa mesma cena mais cedo, no Hoje em Dia. Mistééééééério....

Next. SBT. Ah, esse é piada mesmo. No ar, o programa que era da Volpato e agora está com a moça do "Alô, Christina", o Casos de Família. Primeiro "caso" do dia: uma mulher, provavelmente uma prostituta, cuja filha sentia vergonha do jeito de ser da mãe. Mal entra a menina de 19 anos - que mais parece mãe da mãe - e começa o barraco. Nem deu tempo de ver quem ficou com menos cabelo no pega-pá-capá.

Daí desisti, ? Porque ninguém é de ferro. Será que é por isso que as nossas "donas-de-casa" são tão alienadas? Porque deve ter alguém que assiste, não? Senão o programa não estaria no ar: sem ibope, vai pra geladeira. Alguém tem os números do Ibope? Quantas milhares ou milhões de pessoas assistem a essas porcarias? Vou tentar encontrar e volto depois pra contar.

------------------------------------------------------------------------------------------------


Achei. Números do Ibope (média):

A Tarde é Sua (RedeTV!): 5
Sessão da Tarde (Globo): 20 (achei duvidoso esse número)
Geraldo Brasil (Record): 9
Casos de Família (SBT): 4

Encontrei vários números pra saber quanto vale cada pontinho desses. Descobri que a conta é complexa e varia de acordo com o estado, então vou adotar cada ponto valendo como 60 mil pessoas. Isto quer dizer que pelo menos 2,3 milhões de pessoas estão assistindo a essa porcaria, já que o valor pode ser maior dependendo de quantas pessoas se encontram "na sala" vendo tv. Diz uma pesquisa do IBGE de 2007 que somos no Brasil 183,9 milhões de pessoas. Se formos comparar, o número de pessoas que assistem TV no período da tarde pode parecer ínfimo, mas deve fazer um grande estrago nas famílias de classes C e D, não?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pra ser avisado sobre uma resposta pro seu comentário, lembre-se de marcar a caixinha de "Notifique-me" ali, no cantinho à direita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...